Hospital do Olho » As férias estão chegando e é bom ver qual óculos é mais adequado para ficar mais tempo ao ar livre.
Marca
Banner

Notícias

As férias estão chegando e é bom ver qual óculos é mais adequado para ficar mais tempo ao ar livre.

Leve em conta se os óculos serão usados no dia a dia, na praia ou no esporte. Cor da lente também influencia no realce de contrastes e detalhes.

Os olhos são a região mais exposta do corpo, recebem muita luz – principalmente no verão – e têm 15 vezes mais terminações nervosas que as pontas dos dedos, por exemplo. Para cuidar da saúde da visão, portanto, é preciso saber escolher os óculos de sol certos.

Em primeiro lugar, a pessoa deve levar em conta se o produto será usado no dia a dia, na praia ou para a prática esportiva. Isso porque cada modelo, material, tamanho, cor, filtro e tipo de lente tem uma especificidade. Óculos, como qualquer outro produto, precisa ter certificado de garantia e de produção. Os óculos podem ser simples e baratos, desde que sejam feitos de um bom material.

Opte por óculos maiores. É bom, porque protege bem a borda da pálpebra, onde pode ocorrer câncer em idosos. Quanto ao material, as lentes de policarbonato são uma boa opção, por serem leves e resistentes.

Cor das lentes
As diferentes colorações das lentes dos óculos também devem ser analisadas antes da compra. De acordo com o oftalmologista, o marrom e o fumê são indicados para dias claros, pois realçam contrastes e detalhes. Lentes marrons e fumês são boas para dias claros, pos realçam contrastes e detalhes.

As lentes laranja e amarelas também destacam contrastes e profundidade. São ideais para usar de manhã, no fim do dia ou quando chove. Os óculos azuis, da mesma forma, servem para o fim da tarde e o tempo encoberto. Já os vermelhos e rosa têm um caráter mais fashion e podem ser usados em momentos variados.

O verde-escuro, muito adotado por militares, permite uma boa percepção de cores e um contraste adequado em ambientes com pouca iluminação. Já o cinza, por ser neutro, é melhor em locais de intensa luminosidade.

Óculos esportivos
Esportes na areia, grama, água e com bolas ou objetos menores que a órbita ocular – como squash e badminton – devem incluir o uso de óculos. Oftalmologistas advertem que, dependendo da velocidade com que uma bola atingir o olho, é capaz de explodir o globo ocular. No caso da natação, o cloro da água pode causar irritação.

Para ir à praia, uma boa alternativa é pôr grau nos óculos de sol. Isso porque quem tem algum problema de visão – como miopia, astigmatismo ou hipermetropia – não deve usar lente nessa ocasião, quando o risco de contaminação aumenta. Em outros momentos, é possível usar a lente e os óculos de sol sem grau por cima. Para evitar marcas no rosto, um bom protetor solar resolve.

Doenças oculares causadas pelo sol
A principal função dos óculos escuros é proteger mecanicamente os olhos contra os raios ultravioleta (UV) A e B. E os maiores problemas provocados a longo prazo por uma exposição em excesso ocorrem na retina, localizada no fundo do olho. É o caso de uma doença chamada degeneração macular relacionada à idade.

Os raios UV também podem favorecer a formação de pterígio, uma pele sobre a conjuntiva (membrana que reveste a superfície da córnea) que causa ardor na córnea (lente externa do olho), sensação de areia e pode avançar para o centro da visão. Países tropicais têm mais incidência da doença.

A catarata, que é a perda de transparência do cristalino – o que torna a visão turva –, é outro problema que costuma ocorrer em maior quantidade e mais precocemente em indivíduos expostos ao sol demais e sem proteção.
Além dos óculos, os bonés, chapéus e protetores solares são aliados para o bloqueio dos raios UV. E uns não isentam o uso dos outros.

Via: G1.

Postado em 17/11/2016 às 12:01.
Tags: , ,

Postar um comentário

Institucional

Serviços

Endereço

R. Magalhães Filho, 161 - Centro/S
Teresina - PI
(86) 3194-1000

Responsável Técnico

Luis Augusto Cruz Castelo Branco - CRM 2190PI

Newsletter